O império do médio

Daqui

“The front page of Digg is an amalgamation of preferences. Digg doesn’t produce original content, but it does have something of a symbiotic relationship with major news organizations. Without the content from news outlets, there is no Digg. In turn, as Digg began to expand in June 2006 — adding topics like politics, sports, and entertainment — it became clear that being a top Digger gave one the power to drive a significant amount of Web traffic back to those news outlets. On any given day a front-page story on Digg can send an extra ten thousand to fifteen thousand visitors to a site (one editor told me a photo gallery posted on Digg generated 75,000 extra page views). This helps sell advertising. While Digg keeps contributors’ identities anonymous, an August 14 Business Week article estimated that 94 percent of Digg’s users are “male; more than half are IT types in their 20s and 30s making $75,000 or more. It’s a demographic advertisers lust after.”

Ou seja…

“A primeira página do Digg é um amálgama de preferências. O digg não produz conteúdo mas tem meio que uma relação simbólica com as grandes empresas de notícias. Sem o conteúdo delas, não tem digg. Por sua vez, assim que o digg passou a se expandir, em junho do ano passado – adicionando tópicos como política, esportes e entretenimento – foi ficando claro que ser um top digger dá o poder a esse sujeito de direcionar uma porção significativa de tráfego web para essas empresas-fonte. Em um dia comum uma primeira página no digg pode direcionar um extra de 10 a 15 mil visitantes ao site (um editor me disse que uma galeria de fotos postada no digg gerou 75 mil page views extras). Isso ajuda a vender anúncios. Enquanto o digg mantém seus contribuintes como anônimos, um artigo da Business Week estimou que 94% dos usuários do digg são homens, fazem o tipo TI (tecnologia da informação, gostam de computadores), estão em seus 20 ou 30 anos e ganham 75 mil dólares por ano ou mais. It’s a demographic advertisers lust after (po, não sei o que quer dizer isso, é o sonho dos anunciantes?)”

democracia web: essa merda não vai dar certo…

explicando: um monte de gente usa o digg pra fazer suas indicações (que lucra com o trabalho gratuito dessas pessoas), a qualidade dos indicadores é medida pelo tempo que o sujeito gasta e pela quantidade de pessoas que concorda com esses caras. meio império do gosto médio, né? democracia em estado bruto, daquelas que lincha e persegue minorias? também.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s